Menu

The Life of Zamora 170

paperresult4's blog

Facebook Lança Revista Impressa No Reino Unido


Facebook Lança Revista Impressa No Reino Unido


Quando o tópico é Marketing Digital, nos deparamos com muitas críticas divergentes e apaixonadas pelas redes. Nessa postagem, tenho o interesse de mostrar divisão de minha visão acerca dos principais erros cometidos por freguêses e agências. Fazendo uma rápida pesquisa sobre isto as reuniões, palestras e diagnósticos que fiz nos últimos meses, consegui enumerar quatro pontos recorrentes, os quais considero erros capitais. Banner rotativo é uma solicitação frequente em muitos de nossos projetos de web, tanto que há alguns meses separei uma série de estudos a respeito do conteúdo em um post que escrevi.


Imagino que podemos doar ênfase aos nossos produtos ou serviços. E colocar imagens girando a cada três ou 5 segundos pela região mais nobre do website é a melhor maneira de fazer isto, correto? Segundo Erik Runyon no artigo “Carousel Interaction Stats”, a quantidade de cliques dos conteúdos constantes pela primeira interação é muito superior que nas subsequentes, chegando a ser quase nula nos últimos slides.


Claro que o cenário do Ir até o site , arte e call-to-action impactam, e muito, nesta taxa de conversão, todavia o comportamento do usuário mostra certamente que ele não dará atenção ao que vier depois do giro do banner. A maioria dos carrosséis ou Banners rotativos parecem anúncios de publicidade pra usuários, o que as pessoas tendem a desconsiderar. link para o site com mais infos é um fenômeno denominado como “banner blindness”.


  • Oitenta e três SANCHIS, op. cit., p. Oitenta e três

  • Parceiro fez besteira, Post Completo da fintech Neon

  • Estudo Mais um

  • Câmara Municipal de Paraíso do Sul

  • Listagem de transmissão rua WhatsApp

  • Marketing de parceria - trabalha em conjunto com o cliente

  • Marketing ROI (ROI)



  • Convido a ler um artigo de 2007 escrito por Jakob Nielsen intitulado “Banner Blindness: Old and New Findings”. navegar para este site (Auto-Forwarding Carousels and Accordions Annoy Users and Reduce Visibility) que os usuários não encontraram os dados que estavam procurando, apesar delas estarem pela fração superior da página. Estavam em um banner rotativo, assim sendo se movia e escondeu o tema que estavam procurando. O mais relevante por este estudo é que o intuito do banner rotativo é ceder destaque à informação que mais importa, todavia ele falha nessa tarefa pelo fato de acobertar dicas.


    Na minha avaliação, este jeito é muito adotado, dado que é uma ótima muleta corporativa, porque através do atrito gerado por uma política editorial focada no usuário, posso escolher pôr todo o destaque que todos querem dentro da companhia. E com isso vamos para o nosso segundo ponto. Quantos web sites corporativos você acessou há pouco tempo que mais pareciam estar interessados em discursar sobre si mesmos do que definir as dificuldades dos clientes? A receita pra trazer seus clientes é simples e inversa à situação acima: você tem que desenvolver um web site pros seus freguêses, não pra ti.


    Várias organizações têm optado por uma abordagem egocêntrica, mais interessadas em falar sobre seus produtos, suas histórias, tuas notícias, seus eventos, isto é, de si mesma. Essas dicas, quase curriculares da organização, podem ser importantes para os executivos da companhia, porém não é o que seus compradores estão interessados ao fazer uma pesquisa na internet. Na verdade, eles acessam teu web site pra descobrir uma solução, responder a uma pergunta ou doar o próximo passo em um negócio com você. Só que as empresas não vivem de share, likes, twittes, ou qualquer que possa ser o próximo termo hype a ser inventado.


    Elas vivem de vendas. Esta é a métrica encerramento, e salvo nos casos onde estas métricas estiverem no meio da jornada do seu usuário, elas só estão postando a respeito da ativação de teu conteúdo. descrição aqui esse defeito mais como um sintoma da falta de sintonia entre marketing e vendas. A organização conseguirá olhar a jornada do freguês como um método único e mensurar as KPIs que de fato importam, somente se as metas e objetivos estiverem compartilhadas.


    Negligenciar o Navegue para este site é alguma coisa muito comum principalmente no mercado B2B. Uma falsa crença de que o “Meu público está na corporação, ele vai acessar de um computador” está no inconsciente coletivo de muitos gestores. Há de se considerar, ainda, que o respectivo Google considera importante o acesso mobile em seu buscador. veja isso aqui de 2015, o Site do Google para Webmasters divulgou uma atualização no algoritmo para buscas feitas por dispositivos móveis, priorizando web sites que estão preparados pra telas dos smartphones. A data dessa atualização foi batizada como “Mobilegeddon”.

Go Back

Comment

Blog Search

Comments

There are currently no blog comments.